.

Publicado el November 17th, 2008, 10:10

A ICMA-BRASIL foi organizada nesta semana, em Vitória-ES, no salão de convenções da IGREJA BATISTA DA PRAIA DO CANTO e HOTEL IBIS. Cedendo as instalações da igreja para a reunião patrocinada pela INTERNATIONAL CRISTIAN MARITIME ASSOCIATION, que congrega centros de apoio a marinheiros nos portos de todo o mundo, assistindo os homens do mar com apoio espiritual, psicológico, e assistencial.

A principal mantenedora é a ITF.

Participaram as Igrejas Luterana (com centros mantidos pelo seu sínodo - Brasil, a Luterana alemã e a Luteranas Norueguesa), a ICAR (Estela Maris-Pastoral e CNBB) e a Igreja Batista (com seus centros em Paranaguá (CBP), Santos (SIBS), Vitória (JAS_CBES), UBU-Guaraparí (JAS_CBES), Rio de Janeiro (CBC) e Junta de Missões Nacionais da CBB).

Na ocasião foi criado o comitê Nacional da ICMA-Brasil, com presidência rotativa denominacional e composta por 2 membros e 1 suplente de cada denominação representada, num total de 6.

Pelos Batistas, que tiveram um encontro de eleição específico, sob a presidência da vice-presidente da CBP, foram eleitos os irmãos

PR NILTON DE SOUZA (JMN - CBB)

PR SAULO PERES QUINTAS (CAM-SIBS)

por 2 anos, ficando como suplente a irmã Lorena, executiva da CBES e capelã portuária.

Os mandatos serão de 4 anos/ 2 anos.

Solicitamos as orações dos irmãos, pois há muitos interesses nessa operação com forte sustento de organizações religiosas, sindicais e empresariais marítimas no exterior, além de parceiros brasileiros; é formada por diferentes IGREJAS E DENOMINAÇÕES cristãs atuando no mundo.

No anexo, nosso boletim - você tem a foto dos delegados participantes, dos quais TAMBÉM DESTACAMOS O PR ALÍPIO A. COUTINHO JR da Igreja B de Jardim Primavera - Guarujá que estará conosco no CAM SANTOS, num projeto para a margem esquerda do porto. 

Na ocasião, tivemos a oportunidade de apresentar em multimídia, uma visão da expansão do PORTO DE SANTOS - SP A CURTO PRAZO - cujos projetos a nível federal, prevêem a sua duplicação em 5/10 anos (de 100 para 200 milhões de toneladas ano), além da Bacia de Petróleo e Gás de Santos, cujos investimentos já em aplicação, são de 18 bilhões de dólares a curto prazo.

Se hoje, recebemos 50000 marinheiros estrangeiros/ano em Santos (dado conservador), a tendência é a duplicação desse número.

Hoje são +/- 40 navios dia (média)

ISSO É FAZER MISSÕES MUNDIAIS SEM SAIR DO BRASIL e nos alegramos com a PARTICIPAÇÃO da JMN nessa área estratégica e onde os Batistas já têm o maior número de CAMs estabelecidos.

Em breve teremos um encontro de parceiros e futuros parceiros aqui em Santos, na SIBS e queremos a sua oração e participação.

Agora fique com nosso boletim semanal que aborda um tema comum

A CONVERSÃO - O ACEITAR JESUS

usando uma linguagem contextualizada:

A ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na Paz de Jesus,

PR SAULO PERES QUINTAS

IGREJA BATISTA DO CALVÁRIO - SANTOS - SIBS

===

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na sua vida você já fez?

As palavras repetidas à exaustão, como um "mantra", retiram o sentido original do que se desejam dizer ou recomendar que se faça na vida de alguém. Viram apenas uma reza sem sentido…

Você sabe, realmente, o que é "conversão", e a resposta à pergunta "você já aceitou Jesus?"

Esta última está na mesma linha de outra, comumente feita: "-Você crê em Deus?" A resposta é óbvia a todos: - Claro. Todos crêem em Deus. (até o Diabo crê…)

 Mas qual a resposta dessas questões diante da Bíblia, Palavra inspirada por Deus?

Você é convertido?  

Num ambiente pós-moderno em nossa sociedade, isso soa, para muitos, como sendo apenas, a forma de aproximação de alguém que deseja fazer proselitismo religioso agressivo, e até fanático.

As pessoas geralmente se afastam já pré-dispostas, sem entender o conteúdo real da questão. Ou pensam – aí vem um crente… Não pensam muito, mesmo que estejam "andando no vale da sombra da morte".

Na crise da vida, buscamos hoje, solução em "mágicas espiritualizadas" para problemas casuais; queremos recomeçar, mas fazendo um "link" ali adiante, com a vida que tínhamos antes de passar pelo "vale"…

Às vezes, questionados emocionalmente no apelo do púlpito cheio de religiosidade, entendemos a pergunta como convite para agregar-se a esta ou à outra igreja. Com a mística de ser encaminhado para o batismo e/ou a entrega salutar do dízimo – achamos o "descarrego" para debelar a crise financeira pessoal e presente.

Passamos a freqüentar e até participar como membros da congregação cristã, sem a completa e fundamental CONVERSÃO DE VIDA AO SENHOR JESUS CRISTO.

E com isso, "parece" que o Cristianismo cresce.   No entanto, estamos distantes das Boas Novas de Jesus. Passamos dias imersos na pseudo-cultura cristã, mas nunca somos transformados pela Graça de Jesus.

Vivemos uma fé totalmente fria, apática, dando mais valor ao fazer (movimento) do que ao ser; à liturgia – tipo e gosto pessoal, sem a experiência de caminhar com Cristo.  A forma visível de identificar um cristão prevalece, à vida como caminhada salvadora e constante com o Senhor Jesus.

A solução passa pela ORAÇÃO DE RENÚNCIA.

Ela é o posicionamento consciente, resultante da fé - EU SOU PECADOR. - Ate aqui e daqui por diante também.. Mas Jesus é o meu Salvador e Senhor.

Aquele que se aproxima do Mestre e sua igreja, precisa renunciar a vida anterior, como o real entendimento de sua condição anterior ao Caminho.

Somente após passar por esse entendimento de humilhação e graça – reconhecendo que esteve errado diante de Deus, em tudo aquilo que viveu até ali, é que se inicia a caminhada do testemunho pessoal.  

Paulo expressou – Gálatas 2:20 - "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim."  

Não é possessão benigna (Jesus não faz isso, só o diabo); mas o propósito de concretizar a nova vida com base na Palavra do Deus, e no poder do Espírito Santo, que habita em nós a partir da oração de renúncia – a meia volta na vida. Essa é a conversão-entrega do senhorio de tudo a Jesus.

Não ao ritual, à religiosidade, mas genuína Verdade. Muitos estão próximos de Jesus, mas não O tem na vida; com Judas aconteceu isso. Com Pedro aconteceu isso. Com Tomé, ao só acreditar vendo, aconteceu isso.

A Palavra diz em Hebreus 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No tempo dos modismos evangélicos, há necessidade do coração pecador RENUNCIAR à sua vida anterior e carnal, para viver no Espírito. E isso, é oração. Você já fez isso?   Aproveite hoje! É o tempo do Senhor!

Do seu amigo e irmão, Pr Saulo.

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na sua vida você já fez?

As palavras repetidas à exaustão, como um "mantra", retiram o sentido original do que se desejam dizer ou recomendar que se faça na vida de alguém. Viram apenas uma reza sem sentido…

Você sabe, realmente, o que é "conversão", e a resposta à pergunta "você já aceitou Jesus?"

Esta última está na mesma linha de outra, comumente feita: "-Você crê em Deus?" A resposta é óbvia a todos: - Claro. Todos crêem em Deus. (até o Diabo crê…)

 Mas qual a resposta dessas questões diante da Bíblia, Palavra inspirada por Deus?

Você é convertido?  

Num ambiente pós-moderno em nossa sociedade, isso soa, para muitos, como sendo apenas, a forma de aproximação de alguém que deseja fazer proselitismo religioso agressivo, e até fanático.

As pessoas geralmente se afastam já pré-dispostas, sem entender o conteúdo real da questão. Ou pensam – aí vem um crente… Não pensam muito, mesmo que estejam "andando no vale da sombra da morte".

Na crise da vida, buscamos hoje, solução em "mágicas espiritualizadas" para problemas casuais; queremos recomeçar, mas fazendo um "link" ali adiante, com a vida que tínhamos antes de passar pelo "vale"…

Às vezes, questionados emocionalmente no apelo do púlpito cheio de religiosidade, entendemos a pergunta como convite para agregar-se a esta ou à outra igreja. Com a mística de ser encaminhado para o batismo e/ou a entrega salutar do dízimo – achamos o "descarrego" para debelar a crise financeira pessoal e presente.

Passamos a freqüentar e até participar como membros da congregação cristã, sem a completa e fundamental CONVERSÃO DE VIDA AO SENHOR JESUS CRISTO.

E com isso, "parece" que o Cristianismo cresce.   No entanto, estamos distantes das Boas Novas de Jesus. Passamos dias imersos na pseudo-cultura cristã, mas nunca somos transformados pela Graça de Jesus.

Vivemos uma fé totalmente fria, apática, dando mais valor ao fazer (movimento) do que ao ser; à liturgia – tipo e gosto pessoal, sem a experiência de caminhar com Cristo.  A forma visível de identificar um cristão prevalece, à vida como caminhada salvadora e constante com o Senhor Jesus.

A solução passa pela ORAÇÃO DE RENÚNCIA.

Ela é o posicionamento consciente, resultante da fé - EU SOU PECADOR. - Ate aqui e daqui por diante também.. Mas Jesus é o meu Salvador e Senhor.

Aquele que se aproxima do Mestre e sua igreja, precisa renunciar a vida anterior, como o real entendimento de sua condição anterior ao Caminho.

Somente após passar por esse entendimento de humilhação e graça – reconhecendo que esteve errado diante de Deus, em tudo aquilo que viveu até ali, é que se inicia a caminhada do testemunho pessoal.  

Paulo expressou – Gálatas 2:20 - "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim."  

Não é possessão benigna (Jesus não faz isso, só o diabo); mas o propósito de concretizar a nova vida com base na Palavra do Deus, e no poder do Espírito Santo, que habita em nós a partir da oração de renúncia – a meia volta na vida. Essa é a conversão-entrega do senhorio de tudo a Jesus.

Não ao ritual, à religiosidade, mas genuína Verdade. Muitos estão próximos de Jesus, mas não O tem na vida; com Judas aconteceu isso. Com Pedro aconteceu isso. Com Tomé, ao só acreditar vendo, aconteceu isso.

A Palavra diz em Hebreus 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No tempo dos modismos evangélicos, há necessidade do coração pecador RENUNCIAR à sua vida anterior e carnal, para viver no Espírito. E isso, é oração. Você já fez isso?   Aproveite hoje! É o tempo do Senhor!

Do seu amigo e irmão, Pr Saulo.

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na sua vida você já fez?

As palavras repetidas à exaustão, como um "mantra", retiram o sentido original do que se desejam dizer ou recomendar que se faça na vida de alguém. Viram apenas uma reza sem sentido…

Você sabe, realmente, o que é "conversão", e a resposta à pergunta "você já aceitou Jesus?"

Esta última está na mesma linha de outra, comumente feita: "-Você crê em Deus?" A resposta é óbvia a todos: - Claro. Todos crêem em Deus. (até o Diabo crê…)

 Mas qual a resposta dessas questões diante da Bíblia, Palavra inspirada por Deus?

Você é convertido?  

Num ambiente pós-moderno em nossa sociedade, isso soa, para muitos, como sendo apenas, a forma de aproximação de alguém que deseja fazer proselitismo religioso agressivo, e até fanático.

As pessoas geralmente se afastam já pré-dispostas, sem entender o conteúdo real da questão. Ou pensam – aí vem um crente… Não pensam muito, mesmo que estejam "andando no vale da sombra da morte".

Na crise da vida, buscamos hoje, solução em "mágicas espiritualizadas" para problemas casuais; queremos recomeçar, mas fazendo um "link" ali adiante, com a vida que tínhamos antes de passar pelo "vale"…

Às vezes, questionados emocionalmente no apelo do púlpito cheio de religiosidade, entendemos a pergunta como convite para agregar-se a esta ou à outra igreja. Com a mística de ser encaminhado para o batismo e/ou a entrega salutar do dízimo – achamos o "descarrego" para debelar a crise financeira pessoal e presente.

Passamos a freqüentar e até participar como membros da congregação cristã, sem a completa e fundamental CONVERSÃO DE VIDA AO SENHOR JESUS CRISTO.

E com isso, "parece" que o Cristianismo cresce.   No entanto, estamos distantes das Boas Novas de Jesus. Passamos dias imersos na pseudo-cultura cristã, mas nunca somos transformados pela Graça de Jesus.

Vivemos uma fé totalmente fria, apática, dando mais valor ao fazer (movimento) do que ao ser; à liturgia – tipo e gosto pessoal, sem a experiência de caminhar com Cristo.  A forma visível de identificar um cristão prevalece, à vida como caminhada salvadora e constante com o Senhor Jesus.

A solução passa pela ORAÇÃO DE RENÚNCIA.

Ela é o posicionamento consciente, resultante da fé - EU SOU PECADOR. - Ate aqui e daqui por diante também.. Mas Jesus é o meu Salvador e Senhor.

Aquele que se aproxima do Mestre e sua igreja, precisa renunciar a vida anterior, como o real entendimento de sua condição anterior ao Caminho.

Somente após passar por esse entendimento de humilhação e graça – reconhecendo que esteve errado diante de Deus, em tudo aquilo que viveu até ali, é que se inicia a caminhada do testemunho pessoal.  

Paulo expressou – Gálatas 2:20 - "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim."  

Não é possessão benigna (Jesus não faz isso, só o diabo); mas o propósito de concretizar a nova vida com base na Palavra do Deus, e no poder do Espírito Santo, que habita em nós a partir da oração de renúncia – a meia volta na vida. Essa é a conversão-entrega do senhorio de tudo a Jesus.

Não ao ritual, à religiosidade, mas genuína Verdade. Muitos estão próximos de Jesus, mas não O tem na vida; com Judas aconteceu isso. Com Pedro aconteceu isso. Com Tomé, ao só acreditar vendo, aconteceu isso.

A Palavra diz em Hebreus 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No tempo dos modismos evangélicos, há necessidade do coração pecador RENUNCIAR à sua vida anterior e carnal, para viver no Espírito. E isso, é oração. Você já fez isso?   Aproveite hoje! É o tempo do Senhor!

Do seu amigo e irmão, Pr Saulo.

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na sua vida você já fez?

As palavras repetidas à exaustão, como um "mantra", retiram o sentido original do que se desejam dizer ou recomendar que se faça na vida de alguém. Viram apenas uma reza sem sentido…

Você sabe, realmente, o que é "conversão", e a resposta à pergunta "você já aceitou Jesus?"

Esta última está na mesma linha de outra, comumente feita: "-Você crê em Deus?" A resposta é óbvia a todos: - Claro. Todos crêem em Deus. (até o Diabo crê…)

 Mas qual a resposta dessas questões diante da Bíblia, Palavra inspirada por Deus?

Você é convertido?  

Num ambiente pós-moderno em nossa sociedade, isso soa, para muitos, como sendo apenas, a forma de aproximação de alguém que deseja fazer proselitismo religioso agressivo, e até fanático.

As pessoas geralmente se afastam já pré-dispostas, sem entender o conteúdo real da questão. Ou pensam – aí vem um crente… Não pensam muito, mesmo que estejam "andando no vale da sombra da morte".

Na crise da vida, buscamos hoje, solução em "mágicas espiritualizadas" para problemas casuais; queremos recomeçar, mas fazendo um "link" ali adiante, com a vida que tínhamos antes de passar pelo "vale"…

Às vezes, questionados emocionalmente no apelo do púlpito cheio de religiosidade, entendemos a pergunta como convite para agregar-se a esta ou à outra igreja. Com a mística de ser encaminhado para o batismo e/ou a entrega salutar do dízimo – achamos o "descarrego" para debelar a crise financeira pessoal e presente.

Passamos a freqüentar e até participar como membros da congregação cristã, sem a completa e fundamental CONVERSÃO DE VIDA AO SENHOR JESUS CRISTO.

E com isso, "parece" que o Cristianismo cresce.   No entanto, estamos distantes das Boas Novas de Jesus. Passamos dias imersos na pseudo-cultura cristã, mas nunca somos transformados pela Graça de Jesus.

Vivemos uma fé totalmente fria, apática, dando mais valor ao fazer (movimento) do que ao ser; à liturgia – tipo e gosto pessoal, sem a experiência de caminhar com Cristo.  A forma visível de identificar um cristão prevalece, à vida como caminhada salvadora e constante com o Senhor Jesus.

A solução passa pela ORAÇÃO DE RENÚNCIA.

Ela é o posicionamento consciente, resultante da fé - EU SOU PECADOR. - Ate aqui e daqui por diante também.. Mas Jesus é o meu Salvador e Senhor.

Aquele que se aproxima do Mestre e sua igreja, precisa renunciar a vida anterior, como o real entendimento de sua condição anterior ao Caminho.

Somente após passar por esse entendimento de humilhação e graça – reconhecendo que esteve errado diante de Deus, em tudo aquilo que viveu até ali, é que se inicia a caminhada do testemunho pessoal.  

Paulo expressou – Gálatas 2:20 - "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim."  

Não é possessão benigna (Jesus não faz isso, só o diabo); mas o propósito de concretizar a nova vida com base na Palavra do Deus, e no poder do Espírito Santo, que habita em nós a partir da oração de renúncia – a meia volta na vida. Essa é a conversão-entrega do senhorio de tudo a Jesus.

Não ao ritual, à religiosidade, mas genuína Verdade. Muitos estão próximos de Jesus, mas não O tem na vida; com Judas aconteceu isso. Com Pedro aconteceu isso. Com Tomé, ao só acreditar vendo, aconteceu isso.

A Palavra diz em Hebreus 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No tempo dos modismos evangélicos, há necessidade do coração pecador RENUNCIAR à sua vida anterior e carnal, para viver no Espírito. E isso, é oração. Você já fez isso?   Aproveite hoje! É o tempo do Senhor!

Do seu amigo e irmão, Pr Saulo.

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na sua vida você já fez?

As palavras repetidas à exaustão, como um "mantra", retiram o sentido original do que se desejam dizer ou recomendar que se faça na vida de alguém. Viram apenas uma reza sem sentido…

Você sabe, realmente, o que é "conversão", e a resposta à pergunta "você já aceitou Jesus?"

Esta última está na mesma linha de outra, comumente feita: "-Você crê em Deus?" A resposta é óbvia a todos: - Claro. Todos crêem em Deus. (até o Diabo crê…)

 Mas qual a resposta dessas questões diante da Bíblia, Palavra inspirada por Deus?

Você é convertido?  

Num ambiente pós-moderno em nossa sociedade, isso soa, para muitos, como sendo apenas, a forma de aproximação de alguém que deseja fazer proselitismo religioso agressivo, e até fanático.

As pessoas geralmente se afastam já pré-dispostas, sem entender o conteúdo real da questão. Ou pensam – aí vem um crente… Não pensam muito, mesmo que estejam "andando no vale da sombra da morte".

Na crise da vida, buscamos hoje, solução em "mágicas espiritualizadas" para problemas casuais; queremos recomeçar, mas fazendo um "link" ali adiante, com a vida que tínhamos antes de passar pelo "vale"…

Às vezes, questionados emocionalmente no apelo do púlpito cheio de religiosidade, entendemos a pergunta como convite para agregar-se a esta ou à outra igreja. Com a mística de ser encaminhado para o batismo e/ou a entrega salutar do dízimo – achamos o "descarrego" para debelar a crise financeira pessoal e presente.

Passamos a freqüentar e até participar como membros da congregação cristã, sem a completa e fundamental CONVERSÃO DE VIDA AO SENHOR JESUS CRISTO.

E com isso, "parece" que o Cristianismo cresce.   No entanto, estamos distantes das Boas Novas de Jesus. Passamos dias imersos na pseudo-cultura cristã, mas nunca somos transformados pela Graça de Jesus.

Vivemos uma fé totalmente fria, apática, dando mais valor ao fazer (movimento) do que ao ser; à liturgia – tipo e gosto pessoal, sem a experiência de caminhar com Cristo.  A forma visível de identificar um cristão prevalece, à vida como caminhada salvadora e constante com o Senhor Jesus.

A solução passa pela ORAÇÃO DE RENÚNCIA.

Ela é o posicionamento consciente, resultante da fé - EU SOU PECADOR. - Ate aqui e daqui por diante também.. Mas Jesus é o meu Salvador e Senhor.

Aquele que se aproxima do Mestre e sua igreja, precisa renunciar a vida anterior, como o real entendimento de sua condição anterior ao Caminho.

Somente após passar por esse entendimento de humilhação e graça – reconhecendo que esteve errado diante de Deus, em tudo aquilo que viveu até ali, é que se inicia a caminhada do testemunho pessoal.  

Paulo expressou – Gálatas 2:20 - "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim."  

Não é possessão benigna (Jesus não faz isso, só o diabo); mas o propósito de concretizar a nova vida com base na Palavra do Deus, e no poder do Espírito Santo, que habita em nós a partir da oração de renúncia – a meia volta na vida. Essa é a conversão-entrega do senhorio de tudo a Jesus.

Não ao ritual, à religiosidade, mas genuína Verdade. Muitos estão próximos de Jesus, mas não O tem na vida; com Judas aconteceu isso. Com Pedro aconteceu isso. Com Tomé, ao só acreditar vendo, aconteceu isso.

A Palavra diz em Hebreus 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No tempo dos modismos evangélicos, há necessidade do coração pecador RENUNCIAR à sua vida anterior e carnal, para viver no Espírito. E isso, é oração. Você já fez isso?   Aproveite hoje! É o tempo do Senhor!

Do seu amigo e irmão, Pr Saulo.

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

Na sua vida você já fez?

As palavras repetidas à exaustão, como um "mantra", retiram o sentido original do que se desejam dizer ou recomendar que se faça na vida de alguém. Viram apenas uma reza sem sentido…

Você sabe, realmente, o que é "conversão", e a resposta à pergunta "você já aceitou Jesus?"

Esta última está na mesma linha de outra, comumente feita: "-Você crê em Deus?" A resposta é óbvia a todos: - Claro. Todos crêem em Deus. (até o Diabo crê…)

 Mas qual a resposta dessas questões diante da Bíblia, Palavra inspirada por Deus?

Você é convertido?  

Num ambiente pós-moderno em nossa sociedade, isso soa, para muitos, como sendo apenas, a forma de aproximação de alguém que deseja fazer proselitismo religioso agressivo, e até fanático.

As pessoas geralmente se afastam já pré-dispostas, sem entender o conteúdo real da questão. Ou pensam – aí vem um crente… Não pensam muito, mesmo que estejam "andando no vale da sombra da morte".

Na crise da vida, buscamos hoje, solução em "mágicas espiritualizadas" para problemas casuais; queremos recomeçar, mas fazendo um "link" ali adiante, com a vida que tínhamos antes de passar pelo "vale"…

Às vezes, questionados emocionalmente no apelo do púlpito cheio de religiosidade, entendemos a pergunta como convite para agregar-se a esta ou à outra igreja. Com a mística de ser encaminhado para o batismo e/ou a entrega salutar do dízimo – achamos o "descarrego" para debelar a crise financeira pessoal e presente.

Passamos a freqüentar e até participar como membros da congregação cristã, sem a completa e fundamental CONVERSÃO DE VIDA AO SENHOR JESUS CRISTO.

E com isso, "parece" que o Cristianismo cresce.   No entanto, estamos distantes das Boas Novas de Jesus. Passamos dias imersos na pseudo-cultura cristã, mas nunca somos transformados pela Graça de Jesus.

Vivemos uma fé totalmente fria, apática, dando mais valor ao fazer (movimento) do que ao ser; à liturgia – tipo e gosto pessoal, sem a experiência de caminhar com Cristo.  A forma visível de identificar um cristão prevalece, à vida como caminhada salvadora e constante com o Senhor Jesus.

A solução passa pela ORAÇÃO DE RENÚNCIA.

Ela é o posicionamento consciente, resultante da fé - EU SOU PECADOR. - Ate aqui e daqui por diante também.. Mas Jesus é o meu Salvador e Senhor.

Aquele que se aproxima do Mestre e sua igreja, precisa renunciar a vida anterior, como o real entendimento de sua condição anterior ao Caminho.

Somente após passar por esse entendimento de humilhação e graça – reconhecendo que esteve errado diante de Deus, em tudo aquilo que viveu até ali, é que se inicia a caminhada do testemunho pessoal.  

Paulo expressou – Gálatas 2:20 - "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim."  

Não é possessão benigna (Jesus não faz isso, só o diabo); mas o propósito de concretizar a nova vida com base na Palavra do Deus, e no poder do Espírito Santo, que habita em nós a partir da oração de renúncia – a meia volta na vida. Essa é a conversão-entrega do senhorio de tudo a Jesus.

Não ao ritual, à religiosidade, mas genuína Verdade. Muitos estão próximos de Jesus, mas não O tem na vida; com Judas aconteceu isso. Com Pedro aconteceu isso. Com Tomé, ao só acreditar vendo, aconteceu isso.

A Palavra diz em Hebreus 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No tempo dos modismos evangélicos, há necessidade do coração pecador RENUNCIAR à sua vida anterior e carnal, para viver no Espírito. E isso, é oração. Você já fez isso?   Aproveite hoje! É o tempo do Senhor!

Do seu amigo e irmão, Pr Saulo.

Por InfoBatista, en: General