.

Publicado el November 18th, 2008, 20:10

É CERTO QUE VENCEREMOS!


Então Calebe fez o povo calar-se perante Moisés e disse:
"Subamos e tomemos posse da terra. É certo que venceremos!" (Números 13:30)

Os israelitas estavam chegando ao fim da jornada imposta por Deus no
deserto do Sinai. Quarenta anos de sofrimento. Impaciência,
desobediência, perdas e castigos. Mas também quarenta anos de
experiências inigualáveis de provisão, misericórdia e graça da parte
de Deus. A "Terra Prometida" estava diante deles. Orientado por Deus,
Moisés envia doze homens, um líder de cada tribo, para uma missão de
reconhecimento. Eles foram. Espiaram. Colheram frutos e relataram. Dez
deles "amarelaram". Talvez temendo a luta pela conquista.
Possivelmente se acomodaram à presença de Deus em suas vidas, com uma
visão distorcida da ação Divina, confundindo-a com uma tutela
paternalista e, desta forma, deixando de "saborear" as bênçãos de um
Deus provedor e amoroso. Deus os manda avançar. Eles recuam para a
"zona de conforto". O medo toma conta de dez. Que pena! Como diz o Pr.
Sócrates, seus nomes caíram no esquecimento, deixando de ser lembrados
nos mais simples exercícios bíblicos. Não resistiram.
Mas dois grandes nomes não recuaram. Josué e Calebe. Do meio do
tumulto criado pelos dez covardes em meio ao povo, levanta-se Calebe e
desafia: "subamos e tomemos posse da terra. É certo que venceremos!".
E venceram. Lutaram muito. Mas venceram. Aliás, em nenhum momento da
história da humanidade Deus disse que seria fácil. Nem para Ele, o
Criador Todo Poderoso! Como deve ter doído ao "coração" de Deus ver
seu próprio Filho atravessar o "deserto do Calvário".
Amados irmãos batistas do Brasil, Missões Nacionais já atravessou seu
deserto. Deus esteve presente e proveu-nos com todas as necessidades.
Agora, estamos prontos para a conquista da Pátria para Cristo.
Desconhecemos a existência dos dez espias covardes entre nós. Missões
Nacionais quer conquistar a terra. Os missionários, funcionários e
líderes estão unidos em um só pensamento. Conquistar! O Brasil batista
pede a conquista. O Conselho da CBB aprova com emoção, coragem e
alegria, as grandes metas de Missões Nacionais para os próximos cinco
anos.
"Subamos e tomemos posse da terra."
Grande pacto de oração, evangelização e multiplicação de igrejas. Diz
o cântico: "eu creio no poder dos joelhos que se dobram... eu creio no
poder da oração". Os batistas brasileiros já estão orando e Deus está
fazendo acontecer. As cinco mil novas frentes missionárias já estão
começando a surgir.
"Não podemos atacar aquele povo; é mais forte do que nós", diziam os
dez covardes. "Cinco mil novas frentes missionárias é loucura" diriam
os mesmos dez se hoje estivessem entre nós, mas eles não estão. Os
batistas brasileiros estão transformados em Josués e Calebes e dizem:
"subamos e tomemos posse do Amapá, do Rio Grande do Sul, de
Guarulhos... do Brasil". Esse tem sido o brado dos batistas nas
igrejas visitadas, nos congressos missionários, nos encontros de
pastores. Mas não ficamos por aqui. É pouco. Deus quer mais. A "terra
prometida" demanda muito mais para a conquista. Para isso, os batistas
brasileiros vão agir através das Trans e das Tendas da Esperança. Dos
seminários de evangelização e discipulado. E os 100 templos a serem
construídos? Também estão diante de nós como conquistas. Centenas de
novos missionários. 5000 evangelistas. Crianças atendidas nos Centros
de Excelência em Ação Social. É muito?

Batistas brasileiros chegou o tempo de avançar! Avançar sobre o
inimigo que ganha espaços como o povo o fez sob o comando de Josué. As
respostas aos desafios que temos feito às igrejas, aos pastores e aos
batistas têm sido unânimes:
- Avançar! Avançar porque "é certo que venceremos!"

Antonio Lopes Filho
Gerente Executivo de Administração e Finanças
Missões Nacionais

Por InfoBatista, en: General