.

Publicado el November 18th, 2008, 19:56

Felizes os que têm fome?

Jorge Camargo

A crise financeira nos EUA impactou o mundo. Bolsas despencaram como nunca, os bancos tiveram suas estruturas abaladas e as pessoas se vêem perplexas e aturdidas.

De repente, começam a aparecer caminhões e mais caminhões de dinheiro dos cofres bem-guardados dos governos das nações mais ricas e a gente ouve falar em bilhões disponibilizados (e que chegam à casa dos trilhões). De onde apareceu tanto dinheiro meu Deus?

Inevitável não pensar na fome no mundo. Um problema crônico, aparentemente insolúvel, recorrente, persistente, quase que já integrado à nossa visão conformista da realidade, ecoando as palavras de Jesus (“Os pobres sempre os tereis convosco”), talvez porque ele conhecesse como ninguém o coração ganancioso do homem.

O fato é que um pequeno porcentual de todos esses recursos, disponibilizados com uma rapidez impressionante, resolveria por completo o problema da fome no mundo.

Surgem, é claro, as racionalizações. Os sistemas políticos e econômicos de muitos dos países mais afetados pela carestia impedem a ajuda pronta e definitiva.

E assim seguimos, explicando o inexplicável, complicando o simples, dificultando o fácil e tornando a vida na Terra uma expressão coletiva de esquizofrenia.

Só nos resta a utopia de Jesus: “Felizes os que têm fome, porque serão saciados”.

• Jorge Camargo, mestre em ciências da religião, é intérprete, compositor, músico, poeta e tradutor. www.jorgecamargo.com.br

Fonte: Ultimato/http://www.ultimato.com.br/?pg=show_conteudo&util=1&categoria=3®istro=836

Por InfoBatista, en: General