.

Publicado el November 20th, 2008, 20:20

Como Nasce Uma Heresia – X

- A Serpente da Prosperidade -

                                          Pr Airton Evangelista da Costa

         Hoje é noite de bênçãos. Fiquemos atentos, em reverência à Palavra. Abram suas bíblias no Livro de Números, capítulo 21, versículos de 7 a 9. Diz assim o Livro Sagrado:

“O povo veio a Moisés, e disse: Pecamos, pois temos falado contra o Senhor e contra ti. Ora ao Senhor que tire de nós as serpentes. Então Moisés orou pelo povo. Disse o Senhor a Moisés: Faze uma serpente, e põe-na sobre uma haste. Todo aquele que for mordido, e olhar para ela, viverá. Moisés fez uma serpente de bronze, e a pôs sobre uma haste. Então quando alguém era mordido por alguma serpente, se olhava para a serpente de bronze, vivia”.

            Esta palavra me trouxe uma nova revelação. Neste exato momento, enquanto lia a Bíblia, o Espírito falou ao meu ouvido. Tudo está confirmado. A serpente de bronze, criada por Deus, precisa ser restabelecida. O povo tem sofrido por todo esse tempo porque desprezou os símbolos sagrados. Recebi a missão de restaurá-los. Naquele tempo, o povo foi castigado por seus pecados de murmuração. Não confiou nas promessas de Deus. As serpentes venenosas foi o instrumento usado para castigar os murmuradores.

            Quantos, meus irmãos, não murmuram contra Deus, por pensamentos e palavras! Quantos não estão em pecado de omissão, não fazendo aquilo que deveriam fazer. Feche seus olhos, dobre a sua cabeça. Medite em seus pecados. Você está separado de Deus. Você precisa aumentar a sua fé. Deus enviou o castigo, mas em seguida providenciou a solução. A serpente de bronze é a solução. Se ela serviu para os israelitas, servirá para vocês.

            A serpente é o símbolo da cura. Vamos reaprender a olhar para a serpente para recebermos cura e prosperidade.  A serpente serve de exemplo. Leia: “Sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas” (Mt 10.16). Não só prosperidade e cura receberemos dela, mas também prudência. Observemos seu modus vivendi; como ela se prepara para atacar; a sua agilidade; como ela segura a presa e não solta mais; o magnetismo de seu olhar, tudo isso podemos colocar em prática para sermos prósperos, para tomar posse das bênçãos e não soltá-las facilmente; para sermos ágeis no acúmulo de riquezas. Vocês já viram uma serpente doente? Pois é, com ela aprenderemos a desfrutar perfeita saúde. Dito isto, vamos às instruções.

            Mandamos fabricar cinqüenta mil serpentes para aplicativos em broches, colares, pulseiras, brincos, meias, lenços, gravatas, camisas e blusas. Esses amuletos poderão ser adquiridos em qualquer de nossas lojas, aliás, nossas igrejas. Os usuários da serpente darão uma grande demonstração de fé, convictos de que não foi em vão a recomendação divina sobre a cura para os que olhassem para a serpente. Para quem desejar algo mais real, em nossas cisternas de répteis estão duas mil serpentes trazidas do deserto do Egito. Antes de embarcarem para cá, elas foram ungidas nas águas do Jordão. Vamos às instruções.

            A cada ano, no último dia de outubro, todos comparecerão ao grande culto da serpente. Amarrada a uma haste de metal, estará uma grande jibóia de vinte metros. Ao lado esquerdo desse símbolo, estará um reservatório de água fluidificada, onde a serpente esteve quarenta dias e quarenta noites para infusão da unção. Todos levarão suas bolsas, colares, pulseiras, gravatas, meias, lenços e blusas para receberem os bons fluídos.  No lado direito, o “Grande Gazofilácio das Ofertas Alçadas”. Estipulamos uma oferta de cinqüenta reais. O mais importante para nós não é o seu dinheiro; é a sua vida.

            Portanto, meus irmãos, não fiquem de fora da Campanha da Grande Serpente. Quem não participar, ficará sem a bênção ofídica. Apressem-se em adquirir os apetrechos recomendados, que doravante farão parte do quotidiano de vocês, como sinal de fé. Não dêem ouvidos aos contradizentes. Vão dizer que serpente é coisa do diabo; que nós só queremos o dinheiro das ovelhas; que o rei Ezequias destruiu a serpente de bronze para não ser adorada; que as coisas do Antigo Testamento não servem para os dias de hoje, etc. Vocês estão proibidos de ouvir a voz do engano. Confiem na minha palavra. As ovelhas conhecem a voz do pastor e não se deixarão levar pela voz do enganador. Vocês são testemunhas de que nunca fizemos pressão psicológica sobre as ovelhas para fazerem ofertas cada vez maiores; nunca extorquimos ninguém; falamos em dinheiro só o estritamente necessário; nunca vendemos amuletos. Tudo fazemos por puro amor. Que a bênção do sucesso continue sendo derramada sobre todos.

Nota: Esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com pessoas e fatos é mera coincidência. O objetivo é alertar para a quantidade de amuletos que são lançados no mercado evangélico, com a garantia de que os tais são instrumentos de bênçãos.

www.palavradaverdad e.com

22.10.2004

Por InfoBatista, en: General