.

Publicado el November 20th, 2008, 20:21

ELOAH UM DOS NOMES DE DEUS

Introdução: Eloah  é o nome poético e arcaico para Deus e aparece 49 vezes no Antigo Testamento sendo que 41 delas somente no livro de Jó. Parece ser uma palavra bem antiga para Deus e que deixou de ser usada até a época em que povo de Israel foi levado cativo para o exílio. Nesses dias onde o nome Eloá, uma forma aportuguesada da palavra hebraica, ficou tão evidente quero chamar a sua atenção para o fato de não basta ter o nome de Deus é necessário que tenhamos este Deus em nossas vidas! Quem é Eloah? Como a Bíblia o descreve?

1) O Deus Criador de Todas as Coisas.

"Jesurum engordou e deu pontapés; você engordou, tornou-se pesado e farto de comida. Abandonou o Deus que o fez e rejeitou a Rocha, que é o seu Salvador"(Deuteronômio 32.15 NVI).

Eloá é o Deus que criou todas as coisas e mesmo assim tem sido rejeitado e abandonado por suas criaturas. No caso específico desta passagem bíblica o povo de Israel, aqui chamado de Jerusum, estava sendo acusado de dar-lhe as costas. A idéia da rejeição a Deus é algo que incomoda o meu coração. Assim sendo não basta que sejamos criaturas de Deus ou que tenhamos o nome de Deus em nosso nome é preciso que permitamos que ela faça parte de nossas vidas.

2) O Deus Redentor que Salva os Escolhidos.

"Jesurum engordou e deu pontapés; você engordou, tornou-se pesado e farto de comida. Abandonou o Deus que o fez e rejeitou a Rocha, que é o seu Salvador"(Deuteronômio 32.15 NVI).

Eloá é o Deus redentor que age em favor dos seus escolhidos com mão forte para libertá-los. No caso específico deste verso o povo de Israel está sendo acusado de ter abandonado a pessoa de Deus e também de ter dado-lhe ponta pés. Após as manifestações de amor, de generosidade e de bênção Deus foi rejeitado por aqueles a quem mais amava. Assim não basta sermos alvos do amor de Deus e do desejo que ele tem para nos livrar do mal é necessário que continuemos dependendo e buscando sua mão de poder.

3) O Deus Rocha que dá Estabilidade aos seus Servos.

"Jesurum engordou e deu pontapés; você engordou, tornou-se pesado e farto de comida. Abandonou o Deus que o fez e rejeitou a Rocha, que é o seu Salvador"(Deuteronômio 32.15 NVI).

"Pois quem é Deus além do Senhor? E quem é rocha senão o nosso Deus?"(Salmo 18.31 NVI).

"Não tremam, nem tenham medo. Não anunciei isto e não o predisse muito tempo atrás? Vocês são minhas testemunhas. Há outro Deus além de mim? Não, não existe nenhuma outra Rocha; não conheço nenhuma"(Isaías 44.8 NVI)

O termo Eloá ocorre em paralelo com "rocha" pelo menos três vezes como descritivo para Deus. Eloá é o Deus Rocha onde os seus servos podem se proteger e encontrar segurança e estabilidade. Eloá é o único Deus em quem os seres humanos podem e devem confiar. Afirmar que Eloá é o único Deus é admitir sua soberania e que o seu domínio sobre nossas vidas é generoso e gracioso. Eloá é a base sólida que sustenta as nossas vidas. Afirmar que o Senhor é a rocha é admitir que não existe nem solidez nem firmeza além de Deus e que isso nos conduz a descansarmos nEle.

4) O Deus Escudo que Protege os que o Buscam.

"Cada palavra de Deus é comprovadamente pura; ele é um escudo para quem nele se refugia"(Provérbios 30.5 NVI).

O jogo de palavras do verso parece sugerir que Deus é "escudo" para aqueles que nele se refugiam. Eloá é o Deus escudo, uma fonte de segurança e proteção para aqueles que se escondem debaixo ou atrás de sua presença. Os que buscam nele tal refúgio também aprendem a valorizar e a dar importância para cada palavra do Senhor. Por que? Porque suas palavras são comprovadamente puras. Assim não basta sabermos ou pronunciarmos o seu nome, o segredo é amar suas palavras e buscar nele a proteção diária.

5) O Deus que Apavora os Pecadores.

"Considerem isto, vocês que se esquecem de Deus; caso contrário os despedaçarei, sem que ninguém os livre"(Salmo 50.22 NVI).

"Estremeça na presença do Soberano, ó terra, na presença do Deus de Jacó!"(Salmo 114.7 NVI).

"Quem dera matasses os ímpios, ó Deus! Afastem-se de mim os assassinos!"(Salmo 139.19 NVI).

Eloá é o Deus que usa seu poder, grandeza e força para frear as ações malvadas dos pecadores. Esta palavra Eloá foi usada também no contexto de criar pavor para os pecadores. Nesse contexto as pessoas que se esquecem de Eloá serão despedaçadas por ele e não haverá que os livre. Tem muita gente que vive praticando maldades porque não admitem que um dia terão que dar contas a Eloá de tudo aquilo que têm feito. Mas este encontro já está marcado e cedo ou tarde o acerto e a justiça serão feitos!

6) O Deus guerreiro que se revelou e se fez conhecer.

"Sua glória cobriu os céus e seu louvor encheu a terra. Deus veio de Temã, o Santo veio do monte Parã. A Sua glória cobriu os céus e seu louvor encheu a terra"(Habacuque 3.3 NVI).

Uma teofania que destaca o poder de Eloá é o novo recurso literário usado pelo profeta descrita na forma de paralelismo. A imagem na mente do profeta o conduz a experiência maravilhosa vivida por Moisés no Sinai quando Deus se revelou a ele e o tornou o líder que libertaria seu povo da escravidão do Egito e retornaria para ali conhecer mais a respeito de Eloá que lhe daria a lei e os mandamentos. Ele que vem brigar por seu povo.

7) O Deus santo e glorioso que deve ser louvado.

"Sua glória cobriu os céus e seu louvor encheu a terra. Deus veio de Temã, o Santo veio do monte Parã. A Sua glória cobriu os céus e seu louvor encheu a terra"(Habacuque 3.3 NVI).

Esses montes Temã e Parã evocam as inesquecíveis façanhas do Êxodo, prenunciando o que será, nestes novos tempos, o iminente retorno do mesmo Deus libertador! Habacuque usa as expressões: Glória, esplendor, céus, terra, que num belo poema falam da grandeza de Deus o criador. Se estas expressões de fato são usadas em conexão com as manifestações de Deus ao seu povo no período da saída do Egito e da libertação do opressor agora no período do profeta elas encontram um momento propício para sua utilização no contexto das necessidades e dificuldades experimentadas. Esta descrição também pode ser comparada com outras expressões da majestade cósmica de Deus. Um Deus poderoso que age em favor do seu povo e o livra da injustiça e da maldade do povo que oprime deve ser louvado, glorificado.

Jadai

Por InfoBatista, en: General