.

Publicado el November 22nd, 2008, 18:15

Se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares: ainda lá me haverá de guiar a tua mão e a tua destra me susterá. (Salmo 139.9.10)

E logo, estando Pedro ainda a falar, cantou o galo. Então, voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro. (Lucas 22.60.61)

E logo, estando Pedro ainda a falar, cantou o galo. Então, voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro. (Lucas 22.60.61)

 Nos Estados Unidos da América do Norte havia um sistema de controle de trânsito curioso e interessante. Consistia de uma alta torre, de um bom e potente sistema de alto-falantes. Lá de cima, com uma ampla e espetacular visibilidade de todo o movimento de veículos e pedestres, um guarda comanda com maestria todo os subordinados.

        O homem encontra-se no agitado e desordenado trânsito desta vida em virtude de sua pecaminosidade. Por causa de sua iniqüidade, ele havia perdido o seu rumo original de vida bem-aventurada. Deus, então, em seu infinito amor, interveio na história do mundo para salvá-lo através de seu Filho, Jesus Cristo. Este Cristo, vendo da torre de eterna vigilância a situação desesperadora do homem, deixou sua glória celeste, desceu à terra onde viveu, sofreu e morreu pela salvação do pecador. Subiu ao céu e ali preparou ao homem morada para que todo o que nele crê não pareça, mas tenha a vida eterna.

        O homem encontra-se no agitado e desordenado trânsito desta vida em virtude de sua pecaminosidade. Por causa de sua iniqüidade, ele havia perdido o seu rumo original de vida bem-aventurada. Deus, então, em seu infinito amor, interveio na história do mundo para salvá-lo através de seu Filho, Jesus Cristo. Este Cristo, vendo da torre de eterna vigilância a situação desesperadora do homem, deixou sua glória celeste, desceu à terra onde viveu, sofreu e morreu pela salvação do pecador. Subiu ao céu e ali preparou ao homem morada para que todo o que nele crê não pareça, mas tenha a vida eterna.

 Cristo hoje, lá das alturas, continua fitando de maneira salvadora toda a espécie humana. Neste seu olhar amoroso orienta e guarda fielmente os seus, conforme diz Davi no salmo 121:” Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.”

        Este olhar salvífico de Deus é constante em nossa vida, também para nos chamar ao arrependimento.

        Este olhar salvífico de Deus é constante em nossa vida, também para nos chamar ao arrependimento.

O texto focaliza Pedro logo após sua negação de Cristo. Pedro havia acompanhado de longe a Jesus quando foi preso. No círculo dos inimigos do Nazareno, Pedro fraquejou. Não confessou, mas negou o Mestre. O amoroso olhar de Cristo, no entanto, fê-lo lembrar-se de que o haveria de negar antes que o galo cantasse.

Pedro caiu em si. Arrependeu-se. Confiou no perdão de Cristo e encontrou lenitivo para sua alma.

Que o olhar amoroso de Cristo nos estimule a retornar a ele, sempre que tenhamos transgredido a sua lei.

        Pr. Neirson Alves Ferreira

Fonte: ADIBERJ

Por InfoBatista, en: General