.

Publicado el November 22nd, 2008, 15:23

Gente
em uma lista - a dos exalunosdoseminariodosul - teve uma discussão
sobre voz, canto lírico e popular e porque não se entende quando alguém faz solos na igreja.
Consultei uma especialista da voz e da arte de cantar que atua em Brasília, a Malú Mestrinho.
Ela escreveu várias respostas que são excelentes aulas sobre voz e canto.
Podem repassar para outros.
abs
westh ney
***************************************************************************
Querida Westh
Sem querer defender os cantores, mas colocando alguns pontos que "explicam" porque não se
entende quando cantam na igreja ... :
Uma das características do canto lírico é que a ressonância da voz passa a ser aprofundada ou
amplificada nos ossos do crânio. Isso faz com que o som "se afaste" da boca, onde estão os articuladores
 (lábios, dentes e língua). Por isso existe o PERIGO de o cantor dar muita ênfase à sonoridade (ressonância) 
e menos à dicção. São aspectos diferentes, mas interagentes que podem e devem ser trabalhados juntos.
Exige mais trabalho? SIM. Mas quem quer cantar bem, tem que trabalhar muito.
Outro fator interessante é que o cantor erudito brasileiro canta pouco em português!!!!
Canta muito em italiano e alemão e outroas líguas européias que tem a sonoridade diferente da nossa...
Como a técnica "tira a voz da boca" [a voz do cantor popular soa na boca] o cantor começa
a distanciar muito a som da voz cantada da sua língua natal-natural ... o português.
Então, ele sabe falar em português, mas não sabe cantar em português c/ a voz impostada.
Eu tenho um trabalho na escola onde dou aula de "interpretação da Canção Brasileira Erudita",
onde trabalho com estudantes de canto que estão acostumados a cantar ópera e cantam muito bem.
Só que quando vão cantar em português, a voz está "lá atrás", longe dos articuladores e isso faz
com eles cantem "mal" na sua própria língua. 
Fazemos muitos exercício de articulação, "trava-línguas", exercício, bossa nova com
a voz impostada até "trazer" a voz para frente.
A Westh tem razão em dizer que quem canta sem ser entendido, não é um bom cantor.
Depende muito da orientação (professor), que deve exigir a dicção clara, tanto quanto exige a ressonância.
O cantor tem que aprender a cantar em português com a voz impostada. É POSSÍVEL!!!
Agora, a minha opinião pessoal: não vejo porque cantar com a ressonância lírica na igreja.
Depende do repertório ... mas, como eu disse no outro e-mail, o cantor tem que saber usar a voz
coerente com o contexto. Eu sou uma cantora lírica e, quero crer que canto bem em português, pois
a minha especilidade é canção brasileira. Mas, quando canto na igreja, o meu objetivo principal
(depois de louvar) é transmitir a mensagem. Então, não tenho escrúpulos de usar a voz de maneira um
 pouco mais "natural" e até usar o microfone, para que as pessoas me ouçam de uma forma que se sintam
 bem, que reconheçam e entendam ...
Enfim, o cantor erudito-cristão tem que ter uma boa orientação, estudar muito, conhecer estilos,
ter bom senso... coitado, não é fácil!!! Vamos orar por eles!!!!!
em Cristo,
Malú Mestrinho Sylvestre
Por InfoBatista, en: General