.

Publicado el December 15th, 2008, 22:08

 

PESADO NA BALANÇA DIVINA

PR TIMOFEI DIACOV

“Pesado foste na balança e achado em falta” (Daniel: 5;27). Dizem que existem balanças tão sensíveis, capazes de pesar um risco de lápis no papel. Por exemplo, corta-se o papel em duas partes iguais, e coloca-se na balança, bastando fazer um risco de lápis num dos pedaços, que a balança pende do lado riscado. A Bíblia nos diz que Deus pesa os espíritos. Podemos imaginar Deus pesando também as nossas palavras, uma vez postas na balança Dele. Existiu certo sabonete de marca, Vale Quanto Pesa. Quanto pesa o nosso espírito? Quanto pesa o nosso pensamento? Quanto pesão as nossas palavras? Depende da sua qualidade. E que dizer de nossas obras? Também depende de sua qualidade. Certamente postas na balança de Deus, podem estar pesando muito pouco; e isto será avaliado por Deus, no dia do Juízo Final.

O rei Beltessazar era neto do rei Nabucodonozor. Seu pai chamava-se Evil-Merodaque. Quando Beltessazar estava com o coração alegre, com as autoridades presentes, e suas mulheres, festejando e dando louvores aos deuses feitos pelas mãos humanas; de repente, percebendo parte de mão humana escrevendo coisas estranhas na caiadura do palácio real, o rei todo a tremer, os seus joelhos batendo um contra o outro, e o seu rosto empalideceu. Certamente que a sua consciência o estava acusando de algo cometido em sua vida. De imediato é lembrado o nome do profeta Daniel, que é chamado para ler e interpretar essas estranhas letras: MENE, MENE, TEQUEL E PARSIM, cuja interpretação foi: Pesado foste na balança, e achado em falta. O seu reinado teve curta duração.

Neste mundo, muita gente se assemelha a este rei, uma vez que vive como se Deus não existisse; ou se os seus atos não fossem registrados por Ele. Querem amigos, mulheres, orgias, quando de repente são colhidos inesperadamente, à semelhança daquele rico, que só permitia como alimento, as migalhas que caiam de sua mesa, para dá-las ao pobre Lázaro. Sem dúvida tais pessoas terão ouvido, e outras ouvirão as mesmas palavras, “pesado foste na balança e achado em falta”. Nesta altura, vem-nos à nossa mente as palavras do Senhor Jesus: “Pelas tuas palavras serás julgado”; “E tudo o que o homem semear isto também ceifará”. E, adverte a Bíblia, que Deus não Se deixa escarnecer. Um dia virá a cobrança.

Os nossos pensamentos estão sendo pesados por Deus; e as nossas obras também; e Deus não deixa de pesar as nossas palavras. Qual será a avaliação que Ele estará fazendo de tudo isto? Estamos pensando coisas boas? Ou más? No livro do Gênesis 6, Deus avaliou os pensamentos dos diluvianos, que eram maus, constantemente maus. O sexo havia se pervertido ao extremo. A vida era de sentimentos carnais, perversos e que, sendo pesados na Balança Divina, o lado mau da balança foi mais pesado. E foram destruídos pelo Dilúvio. Sabemos que muita gente leva tudo isso na brincadeira, ou na gozação. Cuidado leitor amado, com o que você está pensando, fazendo, para que não seja achado em falta. E Deus hoje, está lhe dando a feliz oportunidade de arrependimento e volta para Ele.

Visite o blog do Pr. Timofei Diacov

www.timofei. blospot.com

Por InfoBatista, en: General